Vacinas e doenças – Parte 5

nov 13, 2014 por

Vacinas e doenças – Parte 5

Vacinas

No artigo anterior, falamos das doenças que podem ser evitadas com as vacinas Meningocócica C, Influenza (gripe) e Febre Amarela. Agora vamos abordar as doenças que podem ser evitadas com a vacina Tríplice Viral. Essa vacina é capaz de combater as doenças: Sarampo, Caxumba e Rubéola. Vamos falar resumidamente de cada uma delas a seguir.

Sarampo

É uma doença infecciosa aguda e altamente contagiosa, os sintomas são: febre, tosse, conjuntivite, corrimento no nariz e a manchas vermelhas pelo rosto que progridem em direção aos pés. O sarampo pode apresentar complicações como pneumonias, infecções respiratórias e encefalites.

Transmissão

A transmissão ocorre diretamente de pessoa para pessoa, através da tosse, espirros, ao falar ou respirar.

Prevenção

A vacina é a única forma de prevenção. Devemos manter a criança que já está com o vírus do sarampo longe da creche, escola, agrupamentos ou qualquer contato com pessoas suscetíveis para diminuir o risco de transmissão.

Tratamento

Somente os sintomas causados pelo sarampo são tratados, utilizando-se medicamentos de acordo com a prescrição médica e hidratação oral.

vacina

Caxumba

É uma infecção aguda causada pelo vírus Enterovirus, que provoca o aumento das glândulas. Seus principais sintomas são: febre, dor na face, aumento das glândulas parótidas, podendo provocar também dores pelo corpo e na cabeça. As complicações são raras, mas podem ocorrer nos meninos a Orquite (inflamação nos testículos), nas meninas acima de 15 anos a Ooforite (inflamação nos ovários), Pancreatite (inflamação no pâncreas) e Meningoencefalite (inflamação que envolve cérebro e meninges).

Transmissão

Através do ar e da saliva da pessoa contaminada. Sendo que a pessoa com caxumba é capaz de transmitir o vírus por cerca de uma semana antes de aparecer os sintomas e até nove dias depois das manifestações. Sugere-se que o paciente fique longe do trabalho ou escola, pois há um grande risco de contaminação de outras pessoas.

Prevenção

Somente através da vacinação.

Tratamento

Não há tratamento específico, apenas repouso, uso de medicamentos prescritos pelo médico e observar quanto à possibilidade do aparecimento de complicações.

Atenção

Mulheres que nunca tiveram caxumba ou nunca tomaram a vacina, devem procurar um posto para tomar a vacina antes de engravidar. Pois a caxumba na gravidez pode provocar aborto.

Rubéola

É uma doença infecto contagiosa causada pelo Rubella Vírus, que acomete principalmente crianças. Seus sintomas são: febre baixa, manchas avermelhadas pelo rosto que se espalha por todo o corpo, aumento dos gânglios e dor de garganta. Apesar de não ser grave, a rubéola é perigosa na forma congênita, podendo deixar sequelas irreversíveis ao feto, tais como, catarata, glaucoma, malformação cardíaca, retardo no crescimento, surdez entre outras.

Transmissão

A transmissão ocorre de pessoa para outra, geralmente pelas gotículas de secreções respiratórias do doente. A transmissão por objetos contaminados é pouco frequente. A Rubéola congênita ocorre quando a mulher grávida adquire rubéola e infecta o feto, porque o vírus atravessa a placenta.

Prevenção

O isolamento de pessoas infectadas pode diminuir o contágio, devendo evitar a frequência nas creches e escolas. A vacinação é também uma medida de prevenção.

Tratamento

Não há tratamento específico para Rubéola, apenas o tratamento dos sinais desenvolvidos pela doença.

Até o próximo artigo!

Se você gostou deste artigo, deixe seu comentário aqui embaixo e cadastre seu e-mail na barra lateral da página principal do blog e receba nossas dicas.

Posts relacionados

Tags

Compartilhe Isto

Deixe um comentário