Vacinas e doenças parte 1

ago 28, 2014 por

Vacinas e doenças parte 1

Vacinas

O programa de vacinação é extremamente importante para a vida de nossos bebês.  As vacinas são responsáveis por protegê-los de muitos tipos de vírus e bactérias. Sei que da uma dor no coração e que da vontade de chorar junto com eles toda vez que os levamos para tomar uma ou duas doses de vacina no mesmo dia, porém mesmo com aperto no coração temos que fazer a nossa parte. É muito melhor eles chorarem um pouquinho do que terem sequelas, em função de doenças que poderiam ter sido evitadas com vacinas. O bebê, ao nascer, recebe duas vacinas ainda na maternidade, são elas, a BCG e a Hepatite B, podendo por meio de aplicações particulares e pagas ou gratuitamente pelo sistema de saúde do governo.

Você sabe quais doenças as vacinas podem evitar?

Neste artigo falaremos das doenças que podem ser evitadas com as vacinas BCG e Hepatite B.

Tuberculose

É uma doença infecciosa que evolui acompanhada de febre baixa, suor falta de apetite e tosse seca. Ela é causada por uma bactéria chamada  Mycobacterium bovis, que atinge principalmente o pulmão. É a vacina BCG que protege o bebê da Tuberculose. É  aquela conhecida vacina que deixa a marquinha no braço direito do bebê, pois ela forma uma bolha que inflama e leva algumas semanas para cicatrizar. Temos que apenas lavar com sabão e ter o  acompanhamento do pediatra, por isso é importante não mexer.

Como é contraída?

Através da tosse, fala ou espirro.

Como prevenir?

Diagnóstico,  tratamento precoce e vacinação.

vacinaHepatite B

É uma doença viral, que pode ou não ter sintomas, que afetam principalmente o fígado do doente.  As crianças, abaixo de 10 anos, geralmente desenvolvem a infecção sem sintomas.  Na fase mais aguda da doença os sintomas são: náuseas, dores abdominais, vômitos e icterícia. Geralmente é quando a criança fica com a pele amarelada que os pais procuram ajuda médica.

Como é contraída?

Da mãe para o bebê na gestação, relação sexual, e feco-oral (transmissão mais rara mas pode ocorrer).

Como prevenir?

Não compartilhar ou reutilizar seringas,  agulhas e com a aplicação da vacina.

Esta vacina deve ser tomada em três doses: a primeira ao nascer, a segunda com dois meses a partir da primeira dose e a terceira com seis meses. . Esta vacina é aplicada  na parte lateral da coxa do bebê.

Até o próximo artigo onde falaremos sobre outros tipos de doenças e vacinas.

vacina

Se você gostou deste artigo, deixe seu comentário aqui embaixo e cadastre seu e-mail na barra lateral da página principal do blog e receba nossas dicas.

Posts relacionados

Tags

Compartilhe Isto

Deixe um comentário